Selecione a página

Artigos mais Recentes

Lululemon está Lelé

Em vez de explorar até ao tutano trabalhadoras bangladeshi, a Lululemon poderia produzir os seus produtos localmente, contruindo fábricas nos mercados onde os vende, como é defendido por esses anti globalistas que são o sr. presidente Trump e ti Jerónimo, deste modo contribuindo para o bem-estar nessas sociedades, não só vendendo produtos que os seus consumidores querem, mas também criando lá postos de trabalho, e pagando lá (mais) impostos.

Portugal

Avante Camaradas, Avante!

Graças à solicitude pastoral a que o Governo nos habituou, os fiéis não puderam participar nas celebrações eucarísticas das tardes de sábado e de domingo dos dois últimos fins-de-semana. Ou seja, podia-se sair de casa e circular na via pública por motivos profissionais, podia-se ir à mercearia, podia-se fazer uma caminhada, podia-se assistir a espectáculos, podia-se fazer exercício físico ao ar livre, ou passear na rua o animal de estimação, mas não se podia ir à igreja nas tardes de sábado e de domingo.

Política

(Também) é o Povo, Estúpido!

A esquerda, a não esquerda e até uma parte da direita que, tendo medo de se tornar populista, abdicou de ser popular têm reagido a esta reação ora com algum simplismo, ora com alguma soberba. Afirmando que Trump, Ventura, Bolsonaro ou Abascal são as versões atualizadas do fascismo, e os seus seguidores ou são também eles racistas e fascistas ou então, na versão mais magnânima, ignorantes descontentes facilmente manipuláveis.

  • Saúde
  • Religião
  • História
  • História
  • Censura

“Crimes Contra a Humanidade”: Advogado Promete Levar “Medidas Anti-Covid” a Tribunal

O processo visa a compensação por danos a cidadãos e empresas, tendo como alvo grandes corporações e organizações responsáveis pelas medidas anti-corona recomendadas e, consequentemente, aplicadas a nível global. Quanto aos potenciais arguidos, ainda que a acusação não tenha oficialmente dado entrada nos tribunais, quer nacionais (por exemplo, na Alemanha) quer internacionais, Fuellmich aponta o dedo à Organização Mundial de Saúde e Fundação Bill & Melinda Gates, bem como a multinacionais farmacêuticas e políticos diversos.

Raízes de Cortiça – Episódio 17 – Os Pitos de Santa Luzia

Trás-os-Montes, além dos finos recortes montanhosos enamorados do Douro, dos pratos de bom sabor a terra e do povo de contagiante devoção, orgulho e labor, é fértil nos campos da tradição. Onde há tradição, há raízes. Hoje partilhamos com os estimados leitores os Pitos de Santa Luzia. Calma! A nossa intenção permanece leal à voz do castiço e não à voz de rafeiras brejeirices, apesar do nome sugerir curiosos (ainda que indignos) pensamentos.

Para lá do 25

Nação dócil e crédula que somos, dada à novela, à simplificação e à infantilização, persistimos quase cinquenta anos depois dos acontecimentos de 1974 na repetição acrítica de mitos, presos a uma obsessão auto-vitimizadora e aterrorizados - aterrorizados num temor que é incompatível com a nossa natureza de povo livre - perante qualquer proposta racional de análise e re-interpretação do 25 de Abril e das suas consequências de longo prazo. Estes apontamentos pretendem ser exactamente o exercício de crítica serena de que o país continua a precisar, tremenda e urgentemente, sob pena de jamais vir a exorcizar os fantasmas que o prendem a um passado mitificado e lhe vedam a estrada do futuro.