Selecione a página

Categoria: Opinião

(Também) é o Povo, Estúpido!

A esquerda, a não esquerda e até uma parte da direita que, tendo medo de se tornar populista, abdicou de ser popular têm reagido a esta reação ora com algum simplismo, ora com alguma soberba. Afirmando que Trump, Ventura, Bolsonaro ou Abascal são as versões atualizadas do fascismo, e os seus seguidores ou são também eles racistas e fascistas ou então, na versão mais magnânima, ignorantes descontentes facilmente manipuláveis.

Ler Mais

Biden: O Ocidente Sem Rumo?

A perspicácia estratégica de Trump em relação à China norteia toda a sua visão da política mundial. O caso mais flagrante é o da Rússia, em que Trump gostaria de ter um parceiro – e onde Biden, velho de corpo e obsoleto de cabeça, julga ver ainda o principal adversário dos interesses americanos e, por extensão, ocidentais.

Ler Mais

Trump é a Paz e a Reconstrução

Falou para o povo e como o povo – a tal “cesta de deploráveis” a que se referia Hillary Clinton – e liderou uma revolta do homem comum, marginalizado, alienado e empobrecido por décadas de governação anti-popular.

Ler Mais

Aborto: Um Direito Económico?

O governo dos Estados Unidos lançou oficialmente, no passado dia 23 de Outubro, um plano para promover a independência económica das mulheres em todo o mundo. O propósito da iniciativa parece ser meritório e incontroverso: promover reformas legais e jurídicas que deem às mulheres direitos económicos iguais aos que os homens têm. A linguagem do documento também parece estar redigida pragmática e cuidadosamente, de modo a evitar assuntos controversos que não têm diretamente a haver com a área de ação proposta: a atividade económica.

Ler Mais

Voto Obrigatório: Um Tiro no Pé do CHEGA

O primeiro grande fenómeno de populismo do século XXI veio do próprio sistema e chamou-se Obama. Só depois transitou para o anti-sistema, com Trump, Bolsonaro e os nacionalismos europeus. Aliás, ao contrário do que se diz por aí, este populismo contagiou até o Papa, na sua recente encíclica.

Ler Mais

Não à Educação para uma Cidadania de Perfil Marxista e Maoísta

Não é legítimo que um governo, seja de esquerda ou de direita, queira formatar a sociedade segundo a sua ideologia. Seria um acto retrógrado criar infraestruturas ideológicas que deem sustentabilidade à crença da esquerda radical mesmo que para tal façam uso do subterfúgio de quererem cumprir normativas da ONU.

Ler Mais
Carregando